Tempestade no Atlântico pode dar início a temporada de furacões

Uma massa de tempestades na costa da Carolina do Sul tem uma chance de 50 por cento de se tornar uma depressão tropical ou uma tempestade tropical e pode dar início, antes do previsto, à temporada de furacões do Oceano Atlântico, disseram meteorologistas neste sábado.

REUTERS

19 Maio 2012 | 15h33

A perturbação climática ocorreu no Oceano Atlântico a cerca de 195 quilômetros a sudeste de Myrtle Beach, no estado da Carolina do Sul, disseram meteorologistas no National Hurricane Center em Miami.

"Chuvas e tempestades de raios aumentaram próximo a esse centro de circulação. Um maior desenvolvimento desse sistema é possível e ele pode se tornar uma depressão tropical ou uma tempestade tropical enquanto se move lentamente em direção sul ou oeste ao longo dos próximos dias", disseram.

Caso o sistema se mova ao sul, ele se colocará sobre as Bahamas, enquanto o movimento para oeste o levará para as Carolinas do Sul e do Norte. Nenhum dos dois percursos representaria uma ameaça imediata às operações de gás natural e petróleo dos Estados Unidos no Golfo do México.

Se os ventos atingirem a velocidade de 63 quilômetros por hora, ele se tornará a Tempestade Tropical Alberto, a primeira tempestade nomeada da temporada de furacões do Oceano Atlântico de 2012.

A temporada oficialmente dura de 1º de junho a 30 de novembro, mas tempestades fora dessa faixa não são raras.

(Reportagem de Jane Sutton)

Mais conteúdo sobre:
TEMPORADADEFURACOES ATLANTICO INICIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.