Temporal deixa desabrigados em Santa Bárbara d'Oeste

Um temporal deixou pelo menos dez pessoas desabrigadas e 12 mil sem energia elétrica, entre a noite de domingo e a madrugada desta segunda-feira, 3, em Santa Bárbara d''Oeste, cidade do interior de São Paulo. A chuva, com rajadas de vento, causou alagamentos, destelhou casas e derrubou árvores e muros. Pelo menos duas residências foram condenadas pela Defesa Civil. As famílias foram abrigadas em casas de parentes.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Estadão Conteúdo

03 Novembro 2014 | 18h29

A chuva forte, que atingiu 56,5 milímetros em poucas horas, transformou em corredeiras as ruas do bairro Santa Terezinha, o mais atingido. A água inundou várias casas e deixou moradores em pânico. Numa delas, vizinhos tiveram de arrombar a porta para retirar a família. Móveis e eletrodomésticos perderam-se na inundação. No centro, um muro caiu. Até a tarde, a prefeitura ainda contabilizava os estragos.

A queda de árvores atingiu a rede elétrica e, segundo a CPFL Paulista, doze mil pessoas tiveram interrupção no fornecimento de energia. As redes foram restabelecidas durante a madrugada, mas o sistema de captação de água foi afetado. No início da tarde, alguns bairros estavam sem abastecimento.

A chuva foi intensa apenas na área urbana. As três represas que abastecem a cidade - Areia Branca, Cillo e São Luiz - não tiveram os níveis alterados e o município corre risco de desabastecimento.

Piracicaba

As chuvas de domingo elevaram em dez vezes o nível do Rio Piracicaba, que estava quase seco na passagem pela área urbana da cidade. De acordo com o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) choveu média de 36,6 milímetros nos pontos de coleta do município, elevando o nível do rio de 6,5 metros cúbicos por segundo para 67 m3/s na manhã desta segunda-feira. À tarde, no entanto, o nível já havia caído para 40,6 m3/s. A previsão é de mais chuvas durante a semana.

Mais conteúdo sobre:
chuvas Santa Bárbara dOeste

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.