Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Termina 2ª busca por restos de desaparecido político

Peritos concluíram hoje a segunda fase de buscas por restos mortais de desaparecidos políticos no cemitério de Vila Formosa, na zona leste de São Paulo. No total, 24 ossadas foram exumadas de seis sepulturas. Elas foram levadas para o Instituto Médico Legal (IML) de São Paulo, onde serão submetidas a análise em laboratório.

EQUIPE AE, Agência Estado

25 de fevereiro de 2011 | 19h48

A busca é feita pois a Polícia Federal (PF) possui indícios de que o militante político Virgílio Gomes da Silva, o Jonas, teria sido enterrado no local. Jonas foi morto pela ditadura militar em 1969 e é tido como o primeiro caso de desaparecido político brasileiro. Ele liderou o sequestro do embaixador americano Charles Elbrick. Outros nove militantes desaparecidos estariam sepultados no mesmo cemitério, um deles na mesma quadra de Jonas.

A dificuldade em achar a exata localização do militante se deve a uma "remodelação" pela qual passou o cemitério em 1975. Na época, foram suprimidas várias sepulturas. Um trabalho de geofísica e cartografia, que envolveu análise comparativa de fotos do cemitério nos anos de 1968 e 1972 com imagens atuais, pesquisas de solo com radares, revisão de livros de registros de sepultamentos e depoimentos, fez com que os peritos chegassem a duas sepulturas onde a ossada poderia ser encontrada.

Uma nova expedição ao cemitério será feita entre os dias 21 e 25 de março.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.