Termina hoje proibição da pesca do atum azul na Europa

Termina hoje a proibição para a pesca industrial do atum azul (bluefin), estipulada pela União Europeia no último dia 9. A proibição aconteceu depois que os pescadores esgotaram suas cotas de captura antes do final da temporada pesqueira, que teve início em maio. Os cientistas dizem que os estoques do atum azul do Atlântico caíram em aproximadamente 80% nos últimos 40 anos e a pesca excessiva e contínua pode ameaçar a sobrevivência da espécie. O atum azul é o preferido pelos sushimen no mundo todo, e pode chegar a US$ 100 a unidade no mercado.

, O Estado de S.Paulo

14 de junho de 2010 | 00h00

DESMATAMENTO

Governo elabora regras para carvão vegetal

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) está elaborando normas sobre produção de carvão vegetal que possibilitem a rastreabilidade da madeira usada em sua fabricação. Outro objetivo é aumentar o porcentual de madeira plantada, em sua produção, que hoje é de 50%. O carvão vegetal é bastante utilizado pelo setor siderúrgico e tem sido apontado como um dos principais vetores do desmate da Mata Atlântica.

GESTÃO PÚBLICA

IPTU "verde" estimula plantio de árvores

São Carlos, a 230 km da capital, está incentivando o plantio de árvores por meio do programa IPTU Verde, que concede descontos no Imposto Territorial Urbano para os moradores que plantam árvores ou mantêm áreas permeáveis nos imóveis. O desconto pode chegar até 4% do valor total do imposto. Desde o lançamento, em 2007, o programa registrou aumento de 70% nos pedidos do benefício. Naquele ano, foram 2.796 solicitações; em 2009, 4.738 moradores solicitaram o desconto. Segundo a Prefeitura, a cidade possui 60 mil árvores plantadas em área urbana, mas a meta é alcançar 100 mil. /ANDREA VIALLI, com AP

Tecnologia limpa

US$ 34,6 bi

foram os investimentos da China em energias renováveis em 2009. O país se tornou o maior incentivador dessas tecnologias no mundo todo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.