Termina prazo dado por Lula para solução da crise do Incor

O prazo dado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva a sua equipe para a solução da crise do Instituto do Coração (Incor) terminou nesta terça-feira, 14, sem que nenhuma providência de peso tivesse sido anunciada, até as 19h. Nos últimos dois dias, integrantes do Ministério da Saúde e representantes do Incor fizeram duas reuniões para acertar detalhes de um convênio, no valor de R$ 20 milhões, que seria destinado para a manutenção e custeio da instituição. A Fundação Zerbini, mantenedora do instituto, no entanto, hoje necessita de, no mínimo, R$ 220 milhões para poder renegociar sua dívida com bancos e fornecedores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.