Termina protesto perto de aeroporto em Fortaleza

Manifestantes fizeram ato durante quase três horas contra os gastos públicos para a Copa das Confederações e Copa do Mundo

Lauriberto Braga, da Agência Estado,

23 de junho de 2013 | 19h21

A manifestação de 500 pessoas que fechou a entrada do aeroporto internacional Pinto Martins, em Fortaleza, terminou por volta das 19 horas deste domingo (23). Os manifestantes deixaram a Avenida Carlos Jereissati depois de quase três horas de protesto contra os gastos públicos para a Copa das Confederações e Copa do Mundo de 2014.

Houve momentos de tensão quando taxistas ameaçaram avançar sobre os protestantes para conseguir deixar os passageiros na área de embarque do aeroporto. Jornalistas foram hostilizados e carros de reportagem de tevês foram pichados. Um motorista de um carro particular chegou a avançar sobre os manifestantes, ferindo um ativista na perna. O motorista recuou e foi liberado sem o carro ser depredado.

A Polícia esteve de prontidão da entrada do aeroporto. Quando o movimento começou a diminuir, as vias de acesso pela Carlos Jereissati foram liberadas. Na saída do protesto alguns manifestantes seguiram pela Avenida dos Expedicionários e queimaram dezenas de pneus usados de uma borracharia.

Para esta segunda-feira (24) está marcado um protesto pela manhã, com saída da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará (UFC) e término na Procuradoria de Justiça do Estado. Os manifestantes protestarão contra o que eles consideram violência de policiais nos atos até agora feitos em Fortaleza.

Para o jogo entre Espanha e Itália, na semifinal da Copa das Confederações, na próxima quinta-feira (27), na Arena Castelão, está sendo convocada pelas redes sociais uma grande manifestação.

Tudo o que sabemos sobre:
ProtestosFortalezatérmino

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.