Termina seqüestro em drogaria na zona oeste de SP

Terminou, às 23h30 de ontem, depois de uma hora e meia de negociações, o seqüestro de cinco funcionários e dois clientes mantidos como reféns por dois criminosos na farmácia Droga Verde, localizada na rua Turiaçu, em Perdizes, zona oeste da capital paulista.Armados com uma pistola calibre 380, Luiz Albuquerque Cunha, de 18 anos, e seu comparsa, que se identificou como José Edis de Albuquerque, procurado por roubo, anunciaram o assalto e pegaram do caixa R$ 258. Segundos após saírem da drogaria foram surpreendidos pela Polícia Militar, que foi acionada por uma testemunha.A dupla então resolveu voltar para o estabelecimento, onde foi reiniciada a angústia das vítimas. Policiais militares do 23º Batalhão cercaram a drogaria, dando início as negociações. Até um helicóptero da PM foi acionado. Com a chegada da imprensa, os criminosos se renderam.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.