Terremotos na Itália terão impacto forte na economia--empresários

Os dois fortes terremotos que atingiram a região de Emilia Romagna, no norte da Itália, nos últimos dias terão efeitos econômicos prolongados que vão prejudicar ainda mais uma situação já complicada, disse a principal associação comercial da Itália nesta quarta-feira.

REUTERS

30 Maio 2012 | 07h56

"Os terremotos de maio, que tiveram efeitos muito sérios na vida das pessoas, também terão consequências prolongadas para algumas das regiões industriais mais importantes da Itália e para uma área de forte atividade manufatureira", disse a associação Confindustria em um relatório econômico.

"Isso vai apenas piorar uma situação já muito difícil", acrescentou.

A região de Emilia Romagna, uma das mais ricas e mais produtivas do país, foi atingida por um terremoto de magnitude 5,8 e uma série de réplicas na terça-feira, pouco mais de uma semana após um tremor de magnitude 6,0 na mesma área.

Ao menos 20 pessoas morreram nos dois tremores, que causaram bastante destruição em toda a região.

(Reportagem de James Mackenzie)

Mais conteúdo sobre:
ITALIA TERREMOTO IMPACTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.