'Texto jornalístico é fonte essencial para pesquisas'

Especialista em análise de discurso, com ênfase em humor e mídia, o professor de Linguística da Unicamp Sírio Possenti diz que o texto dos jornais é fonte importante para suas pesquisas. "Insisto no plural: os jornais. É fácil comprovar que a mesma notícia tem versões diferentes em jornais diferentes", diz, nesta entrevista concedida por e-mail.

O Estado de S.Paulo

20 Maio 2012 | 03h03

O que o sr. acha de o 'Estado' lançar seu acervo de 137 anos?

Fundamental. Torna possível verificar não só versões sobre os fatos, mas posições do jornal, eventualmente em épocas diferentes. Eu, por exemplo, estou interessado em verificar as posições sobre a emenda relativa à reeleição de FHC e as notícias esparsas relativas à hipótese de uma mudança constitucional para dar um terceiro mandato a Lula, a diferença de tratamento dos mandatos sucessivos na Venezuela, execrados, e na Colômbia, vistos com simpatia. O interesse é pela forma de expressão das diferentes posições ideológicas.

Qual a importância do texto jornalístico para a pesquisa histórica?

Os jornais são fontes tanto mais relevantes quanto maior for o número de jornais disponíveis. É comparando as muitas narrativas que se pode chegar perto de alguma verdade, ou mostrar que, em cada época, parecia haver diversas. / P.P.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.