Tilápia é a espécie com mais potencial de mercado

Idéia é introduzir, cada vez mais, o filé na mesa do brasileiro, ainda pouco habituado ao consumo do peixe industrializado

O Estado de S.Paulo

10 de outubro de 2007 | 02h42

Para Fábio Sussel, a tendência do mercado de tilápias é a produção voltada para frigoríficos. Atualmente, são produzidas cerca de 10 mil toneladas por ano, apenas no Estado de São Paulo. O Brasil produz aproximadamente 70 mil toneladas do peixe por ano e é o sexto colocado no ranking de exportadores de tilápia no mundo. A líder de mercado é a China, que detém cerca de 45% da oferta global. Sussel garante que o mercado externo é sem limites, e aponta como fatores determinantes para isso o aumento populacional e o incentivo ao consumo da carne de peixe. Já o mercado interno é tímido, porém com potencial muito grande de crescimento e muito bom pagador. Com o dólar desvalorizado, 85% da produção de tilápias tem ido para o mercado interno.FILÉ DE TILÁPIA''''O desafio é introduzir o filé no mercado'''', diz Martinho Colpani. ''''O peixe ainda é alvo de preconceito por parte da população, por isso estamos tirando a espinha e apresentando a carne de peixe em forma de empanados, para atrair todo tipo de consumidor.'''' Colpani direciona sua produção para o mercado interno, mas pretende exportar no futuro.O gerente industrial da Tilápia do Brasil, de Buritama (SP), Luiz Henrique Barrochelo, afirma que a empresa, que funciona desde 2004, foi pensada e direcionada para a industrialização. A Tilápia do Brasil é constituída por 9 sócios e possui 3 fazendas de engorda, que fornecem 180 toneladas de tilápia por mês para o frigorífico da própria empresa, que funciona desde outubro de 2005. O frigorífico ainda recebe mais 20 toneladas de peixe de outros produtores, para dar conta de toda a demanda. A produção da empresa, na região de Buritama, é feita em tanques-rede.Atualmente, a empresa vende boa parte de sua mercadoria para as cidades de São José do Rio Preto, Araçatuba e São Paulo, a maior compradora, com 50% do total. O quilo do filé de tilápia é vendido por R$ 10 no mercado interno. A exportação para os Estados Unidos corresponde a 10% da produção, e o filé é vendido por US$ 2,60 a libra do peixe (uma libra corresponde a 450 gramas). A Tilápia do Brasil possui mais de 800 tanques-redes distribuídos no Estado de São Paulo, funcionando em fazendas-condomínios, que pertencem a mais de um produtor, além de uma fazenda associada em Santa Catarina.PRODUTO DIFERENCIADOPara buscar um produto diferenciado, a empresa cultiva a tilápia vermelha em tanques de água salobra, no município catarinense de Laguna. ''''A intenção é dar mais sabor ao peixe, buscar um filé com um sabor mais forte do que o convencional'''', diz Barrochelo. O filé da tilápia, conhecido como saint peter, é vendido para diversos restaurantes, principalmente da capital paulista. As fazendas, que funcionam no sistema de condomínio, compram os alevinos, engordam e têm a liberdade de vender para outros frigoríficos, mas, por contrato, devem primeiro atender à demanda da Tilápia do Brasil. Barrochelo diz que a entrada no mercado foi lenta, pois é um produto ao qual o brasileiro não está acostumado. ''''A tilápia ainda não é um produto comum, mas pode vir a ser com a produção do peixe cultivado.'''' INFORMAÇÕES: Águas Claras, tel. (0--19)3656-6911;Tilápia do Brasil, tel. (0--18) 3694-7255

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.