TIM nega risco de instabilidade da rede por causa de promoção

Anatel suspendeu a comercialização do pacote promocional 'Infinity Day'

Reuters com Agência Estado

16 de novembro de 2012 | 11h42

A TIM afirmou nesta sexta-feira, 16, que "não existe qualquer potencial de instabilidade" de sua rede e que cerca de 12 milhões consumidores finais serão afetados pela decisão da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) de suspender a promoção "Infinity Day".

A autarquia publicou nesta sexta-feira no Diário Oficial da União a suspensão da comercialização do pacote promocional, que cobra do usuário um valor fixo por dia para chamadas dentro da rede TIM e por isso acarretaria maior uso da rede.

A oferta consiste em ligações ilimitadas durante um período de 24 horas por preços fixos. No caso das chamadas locais de TIM para TIM, cada usuário paga apenas R$ 0,50 por dia, enquanto todos os interurbanos entre aparelhos da companhia nesse período custam R$ 1 para cada cliente. De acordo com uma alta fonte da Anatel, a promoção já está ativada nos Estados do Rio de Janeiro, Goiás, Mato Grosso, Amazonas e no interior de São Paulo.

 

Entre o fim de julho e o início de agosto deste ano, a TIM ficou proibida de comercializar novas linhas em 19 unidades da Federação durante 11 dias. A empresa foi punida nos Estados onde apresentava o maior índice de reclamações dos usuários em relação à qualidade do atendimento e dos serviços. Na ocasião, a Claro e a Oi também foram punidas, nos demais Estados.

Tudo o que sabemos sobre:
TELECOMTIMREDELEGAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.