TIM pedirá maior prazo à Anatel após suspensão de promoção

A TIM pedirá à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) que amplie os prazos para as adequações às exigências impostas pela autarquia com a medida de suspensão do pacote promocional "Infinity Day", para que a operadora possa colocar as determinações do órgão em vigor.

Reuters

19 de novembro de 2012 | 11h01

"Devido a condições técnicas documentadas, (a TIM) irá solicitar à agência reguladora hoje (19), que os prazos definidos na medida sejam ampliados", segundo nota.

A empresa de telefonia móvel disse que, com isso, pretende preservar a plataforma de tarifação e a integridade das informações dos usuários durante as adaptações.

A TIM afirmou também que vai apresentar dados adicionais sobre a infraestrutura de suporte do serviço, além de uma proposta de acompanhamento técnico da evolução da promoção.

Na sexta-feira, a Anatel suspendeu o pacote promocional por considerar que isso poderia levar a uma "potencial instabilidade" na rede da operadora.

A companhia negou irregularidades e afirmou que vai buscar resolver a suspensão aplicada pela agência rapidamente.

Às 10h53, as ações da TIM caiam 0,26 por cento, a 7,59 reais, enquanto o Ibovespa subia 0,86 por cento.

(Por André Coelho)

Tudo o que sabemos sobre:
TELECOMTIMLEGAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.