Timor Leste suspende estado de emergência

O Parlamento do Timor Lestedecidiu, nesta terça-feira, suspender o estado de emergênciaimposto depois do ataque contra o presidente José Ramos-Hortaem fevereiro, disse o porta-voz Fernando de Araújo. A decisão foi adotada depois de o presidente Ramos-Hortater pedido ao Parlamento para suspender a medida. O estado dealerta, no entanto, será mantido por mais um mês no distritoonde estariam escondidos os rebeldes envolvidos na tentativa deassassinato. O estado de emergência foi declarado no Timor Leste depoisde homens ligados ao líder rebelde Alfredo Reinado terematacado Ramos-Horta, de 58 anos, e o primeiro-ministro XananaGusmão em Dili, em fevereiro. Ramos-Horta, vencedor do Prêmio Nobel, voltou na semanapassada ao Timor Leste, depois de passar mais de dois meses naAustrália para tratamento médico. Gusmão escapou sem ferimentosde um atentado cometido contra ele separadamente. (Por Tito Belo)

REUTERS

22 de abril de 2008 | 08h02

Tudo o que sabemos sobre:
TIMORLFIMEMERGENCIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.