Tintas utilizadas na Ásia contêm níveis prejudiciais de chumbo

Algumas tintas na Malásia, China e Índia contêm perigosos níveis de chumbo, até 300 vezes mais que o limite legal nos Estados Unidos, apresentando um risco à saúde de crianças, disseram pesquisadores nesta sexta-feira.Com substitutos mais seguros já disponíveis, pesquisadores da Universidade de Cincinnati, em Ohio, pediram melhor regulamentação ou a proibição no mundo todo das vendas de tintas que têm como base o chumbo.Em 1978, os Estados Unidos introduziram regulamentações restringindo o conteúdo de chumbo nas tintas para 600 partes por milhão depois que estudos mostraram que crianças que ingerem ou respiram pedaços ou poeira da tinta podem sofrer danos cerebrais e outros problemas de saúde.Mas o professor Scott Clark, que liderou o estudo publicado na edição de setembro da Environmental Research disse que encontrou tintas contendo níveis perigosos de chumbo facilmente disponíveis em lojas de ferragens na Malásia, China e Índia. Cerca de 50% das tintas vendidas na China, Índia e Malásia possuem níveis de chumbo 30 vezes mais altos que os permitidos nos Estados Unidos, apesar de algumas terem até 300 vezes mais chumbo que o limite americano. Outras análises encontraram níveis similares em tintas na Indonésia, Peru e Seychelles, disse Clark.Em Cingapura, onde os níveis de chumbo nas tintas devem supostamente estar nos mesmos padrões dos EUA, cerca de 10% continham quantidade em excesso do metal, descobriu o estudo."Tintas que têm como base o chumbo já intoxicaram milhões de crianças nos Estados Unidos e vão provavelmente causar dano similar no futuro com o aumento do uso de tintas nos países asiáticos e outros lugares do mundo", disse Clark. "Nossas descobertas fornecem fortes evidências da urgente necessidade de uma proibição mundial eficaz do uso de tintas que têm como base o chumbo".A equipe de Clark analisou 80 tintas nos quatro países durante dois anos. Os países foram escolhidos aleatoriamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.