Tiros e protesto deixam 4,6 mil alunos sem aula no Rio

Por causa do tiroteio ocorrido de madrugada e do protesto pela morte de uma idosa no Complexo do Chapadão, na Pavuna, zona norte do Rio, 4,6 mil alunos de 14 unidades escolares (seis escolas, quatro creches e quatro Espaços de Desenvolvimento Infantil - EDIs) da rede municipal ficaram sem aula. A mulher baleada por volta das 5h desta quarta-feira, 6, durante tiroteio entre policiais e traficantes, foi identificada como Maria de Lourdes Correia do Nascimento, de 68 anos.

THAISE CONSTANCIO, Estadão Conteúdo

06 de agosto de 2014 | 15h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.