Tiroteio deixa um morto e um ferido em favela na zona sul do Rio

Comunidade de Pavão-Pavãozinho, em Copacabana, recebeu Unidade de Polícia Pacificadora há quatro anos

ADRIANO BARCELOS, Agência Estado

24 Outubro 2013 | 09h45

Um tiroteio na Favela do Pavão-Pavãozinho (Copacabana, zona sul do Rio) deixou uma pessoa morta e outra ferida na madrugada desta quinta-feira, 24. A comunidade recebeu uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) há quatro anos e, segundo relato de moradores, este foi o tiroteio mais intenso desde então.

A vítima fatal não foi identificada até o momento. Moradores da favela dizem que ele não tinha conexão com o tráfico e se revoltaram porque o socorro teria demorado tempo demais. Como a ambulância não conseguiria subir a comunidade, eles tiveram de improvisar uma maca para conduzir a vítima até a esquina da Rua Sá Ferreira com a Avenida Nossa Senhora de Copacabana, mas quando a equipe de saúde chegou com a ambulância o baleado já havia morrido. A outra pessoa, que teria ligações com o tráfico, foi ferida com gravidade, mas fugiu do local.

Policiais do 19º Batalhão de Polícia Militar (Copacabana) tiveram de intervir para evitar que o trânsito fosse fechado pelos moradores do Pavão-Pavãozinho.

Mais conteúdo sobre:
tiroteio Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.