TJ-RJ manda soltar pais de menina que caiu do 5º andar

O juiz André Nicolitt concedeu hoje liberdade provisória para os pais da menina Rita de Cássia, de 5 anos, que morreu após cair do 5º andar de um prédio em Tomás Coelho, no Rio de Janeiro. De acordo com o Tribunal de Justiça (TJ), o alvará de soltura para a liberação do casal foi emitido por volta das 8 horas. O oficial de Justiça está dependendo da liberação de um documento da Polícia Interestadual (Polinter) para se dirigir ao local onde eles estão detidos.

FABIANA MARCHEZI, Agencia Estado

13 Julho 2009 | 12h22

De acordo com o casal, eles estavam em uma festa no prédio e resolveram deixar a criança em casa. Ela ficou sozinha no apartamento e, em determinado momento, começou a jogar objetos para fora da janela. Ao se debruçar no peitoral, a grade, feita de nylon, acabou rasgando e a criança caiu, segundo informou a polícia.

A criança chegou a ser levada para o Hospital Salgado Filho, no Meier, também no subúrbio do Rio, mas morreu durante o caminho. O casal foi preso em flagrante ontem. Os dois foram autuados por abandono de incapaz seguido de morte, por deixarem a criança sozinha em casa. Se condenados, os pais podem pegar até 12 anos de prisão.

Mais conteúdo sobre:
acidentecriançaprédioRiopais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.