TJ-SP solta irmãos condenados por 'crime do Orkut'

Condenados a 30 anos de prisão, em 15 de setembro, pelo conhecido "Crime do Orkut", ocorrido em Ribeirão Preto (SP), os irmãos Paulo Henrique Jorge e Luiz Jorge Júnior tiveram a liberdade concedida hoje pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). O crime ocorreu em 18 de fevereiro de 2005. O empresário João Carlos Duarte Paiva Arantes foi assassinado com 12 tiros, disparados por Emerson Adriani (assassinado em junho de 2007) num posto de combustíveis na cidade.

BRÁS HENRIQUE, Agência Estado

23 de novembro de 2010 | 18h04

Segundo o Ministério Público Estadual (MPE), o crime ocorreu depois que Arantes teria postado mensagem no site de relacionamentos insinuando que um dos irmãos teria saído com um travesti. Os irmãos teriam, então, encomendado o crime. O Tribunal do Júri condenou, por unanimidade, os irmãos Jorge por homicídio triplamente qualificado, após sessão que durou 13 horas e meia. A defesa anunciou que iria recorrer logo após o veredicto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.