Toddyinho teve de ser recolhido

No dia 30 de setembro, o Centro Estadual de Vigilância em Saúde do Rio Grande do Sul determinou a interdição cautelar do achocolatado Toddynho, também da PepsiCo, vendido em caixas de 200 mililitros. A decisão foi motivada por relatos de ardência e irritação da mucosa da boca após a ingestão do produto.

O Estado de S.Paulo

14 Outubro 2011 | 03h03

Análises indicaram um pH de 13,3, alcalino, considerado muito alto para um alimento, em cerca de 80 unidades do produto. A empresa afirmou que, durante limpeza de equipamentos na fábrica, "uma das linhas envasou algumas embalagens" com uma mistura de água e detergente.

A empresa foi autuada pela Vigilância Sanitária de São Paulo, após vistoria feita em fábrica de Guarulhos. A multa pode chegar a R$ 175 mil.

Na terça-feira, a venda do Toddynho foi liberada no RS.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.