''Todos precisam ajudar a encontrar soluções para tornar o mundo mais sustentável''

Kate Dohring, Curadora do Fórum de Sustentabilidade do Festival SWU - Começa com Você

AFRA BALAZINA e ANDREA VIALLI, com AGÊNCIAS, O Estado de S.Paulo

26 de setembro de 2010 | 00h00

Como atrair jovens para o tema da sustentabilidade de uma maneira que não seja enfadonha? O festival de música SWU - Começa com Você tentará vencer esse desafio nos dias 9, 10 e 11 de outubro. Além dos muitos shows que ocorrerão, está programado um Fórum Global de Sustentabilidade com 24 palestrantes, a maior parte do exterior, nos três dias.

Entre eles estão empresários como Tom Szaky, fundador da empresa de reciclagem TerraCycle; a estilista Linda Loudermilk, que montou uma certificação de moda sustentável; Jeff Corwin, produtor vencedor do Emmy e apresentador de várias séries do Animal Planet; Tom Gueterbock, que produz jogos de videogame; e o músico Marcelo Yuka.

A curadora do fórum é Kate Dohring, fundadora da Wealth Living and Giving. As vagas são limitadas e é preciso participar de concurso para assistir às palestras, no site swu.com.br.

Em que momento ocorrerá o fórum?

As atividades do fórum vão começar ao meio-dia e se estendem até as 14h40. Os shows ocorrerão depois disso e muitos dos palestrantes vão querer ver as apresentações musicais.

E qual é a importância de reunir pessoas tão diferentes para debater no SWU?

A ideia é mostrar que a sustentabilidade está na nossa vida diária e todos têm o seu papel para tornar o mundo mais sustentável. Todo mundo precisa ajudar a encontrar as soluções. Queremos que o evento seja algo fácil de entender e conjugue entretenimento, educação e ativismo. É por isso que quisemos trazer artistas, cineastas, cientistas e líderes empresariais. O fórum será uma oportunidade para começarmos um diálogo, que deve ter continuidade depois.

CONSTRUÇÃO VERDE

Hospital Albert Einstein recebe certificação

O Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, recebeu o selo Leed Gold, que comprova que a edificação obedeceu a padrões de construção sustentável. O selo, criado pelo U. S. Green Building Council, foi dado ao Pavilhão Vicky e Joseph Safra, parte da Unidade Morumbi. "O programa hospitalar apresenta desafios adicionais para a certificação Leed, pois os requisitos técnicos e de segurança são bastante restritivos e a demanda por água e energia, superior à de escritórios e escolas", diz Antonio Carlos Cascão, diretor de obras e infraestrutura do hospital. O empreendimento possui um total de 70 mil m² de área construída.

SOBREPESCA

Japão e EUA têm "gosto predatório"

Apesar de a China ser o maior consumidor de frutos do mar, o Japão e os EUA causam grande impacto ambiental por apreciarem peixes do topo da cadeia alimentar, como o atum e o salmão. A conclusão é da Universidade British Columbia, do Canadá, que mediu o prejuízo que a pesca predatória causa nos oceanos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.