Tom Maior aposta na adrenalina para levantar o Anhembi

Foi de um problema enfrentado pela Tom Maior no carnaval de 2014 que surgiu a ideia para o samba-enredo deste ano. O eixo do carro abre-alas quebrou, atrasou a entrada da escola no Sambódromo e causou forte tensão entre os integrantes. E é justamente a ''adrenalina'' o tema do enredo 2015 da Tom Maior, terceira escola a desfilar no primeiro dia de desfiles do Grupo Especial.

MARCIA CRISTINA DA SILVA, Estadão Conteúdo

14 Fevereiro 2015 | 01h40

O enredo destaca como a adrenalina atua no corpo humano nas sensações de alegria, amor ou medo e quais os efeitos desse hormônio que faz o coração bater mais rápido. A agremiação promete também levar a maior escultura ao Anhembi: um carro todo esculpido desde a base até as peças principais, que, depois de encaixadas, se transforma em uma obra gigante.

Um grupo de 40 artistas de Parintins, no Amazonas, integra a equipe da Tom Maior. Pâmella Gomes, que estreou na escola em 2014, segue seu reinado à frente da bateria comandada pelo mestre Carlão. Já Andréia Gomes é a madrinha da bateria.

A escola do carnavalesco Mauro Quintaes busca seu primeiro título no Grupo Especial. A melhor colocação que já obteve foi em 2008, quando terminou em 5º lugar com o enredo "Glória Paulista - São Paulo na Vanguarda da Economia Brasileira". Em 2014, apesar dos problemas com o carro abre-alas, terminou em 7º lugar com um enredo sobre Foz do Iguaçu.

Confira o samba-enredo da Tom Maior:

A sirene tocou uma voz ecoou

Canta Tom Maior

A lágrima escorre de alegria

Transborda emoção na avenida

Os olhos se cruzam no ar

Num doce bailar? faz arrepiar

Quero sim, quero você sempre mais

Nasce um grande amor que não tem jeito

Nem com o tempo se desfaz

Deu medo? Me abraça! Mistérios no ar

O mal se revela pra te congelar

O clima é tenso, a todo momento

Um grito de susto se faz ecoar

Vai coração sem limites quero superar!!

Vale o risco, vale o grito, eu aposto pra ganhar!!

É gol!! O mundo aplaude meu show

E a força que invade leva o povo sempre a sonhar

Que a ilusão não acabou em cinzas

A fantasia traz a luz de um novo dia

Mais um desfile se encerra e a magia

Faz a comunidade acreditar

Vermelho, amarelo, minha vida, meu pavilhão

Graças a deus o povo grita: "é campeão!"

Chama outra nota 10 que eu vou? enlouquecer

Delirar, sacudir ? de prazer

Em Tom Maior a vitória me alucina

Explodiu adrenalina

Mais conteúdo sobre:
carnavalTom Maior

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.