Tony Blair estimula jovens a se tornar cientistas

O primeiro-ministro do Reino Unido, TonyBlair, estimulou os jovens britânicos a se tornar cientistas paracombater o aquecimento global e "mudar o mundo", emdiscurso pronunciado em Oxford, no sul da Inglaterra.Após a divulgação esta semana de um relatório do governo queadvertia das conseqüências "desastrosas" da mudança climática, Blairpediu à juventude que se envolva na luta contra o aquecimento daTerra. "Poderia ter sido um relatório pessimista, mas na realidadenão foi, estava cheio de otimismo", disse o primeiro-ministro.Segundo Blair, os jovens "idealistas" podem mudar o mundo,tornando-se cientistas, uma atividade que qualificou como "vital"para a competitividade no Reino Unido."Precisamos de jovens que se dediquem à ciência de formaentusiasta, que se dêem conta que desafios como a mudança climáticasó podem superados por cientistas motivados", disse Blair.Além disso, Blair comparou a mudança climática com a chegada dohomem à Lua, em 1969, um marco que inspirou muitos jovens na época.Para o primeiro-ministro, a inovação científica é "essencial"para a economia britânica e importante para garantir umaestabilidade no futuro."Devemos nos transformar em um ímã para o esforço científico,atrair os melhores e tornar o conhecimento uma empresa, formandocolaborações e associações aqui, na Europa e no mundo todo", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.