Torcida constrange o elenco

A interferência de torcedores e integrantes de torcida organizada no refúgio em Atibaia, antes do jogo contra o Goiás, causou constrangimento a jogadores e comissão técnica do Palmeiras, que tentaram minimizar o episódio. "Foram conselheiros do clube que fizeram. Eu não participo, mas achei muito legal terem apoiado a gente", disse Muricy Ramalho, após a partida.

Bruno Deiro, O Estadao de S.Paulo

31 Outubro 2009 | 00h00

Os jogadores garantem que a conversa de torcedores com o elenco foi para passar confiança à equipe. "Não ocorre só no Palmeiras. Eles foram para conversar e ouvir o que estava acontecendo", tentou justificar o zagueiro Danilo, um dos líderes do time. "Pelo momento, achei bacana. Mas não foi por isso que corremos mais ou menos no jogo contra o Goiás", garantiu. "Já passei coisa pior", disse Obina. O atacante até cogitou que novas conversas com torcedores possam ocorrer. "Da maneira que foi, com certeza sim."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.