Tornado causa chuva e 367 ficam sem casa em Santa Catarina

Temporal também fez mais uma vítima em MG; desde setembro, 12 pessoas morreram por causa das chuvas

Solange Spigliatti e Fabiana Marchezi, estadao.com.br

09 de março de 2009 | 11h16

Pelo menos 367 pessoas estão desabrigadas ou desalojadas em diferentes regiões de Santa Catarina após as chuvas do domingo, 8, segundo informações da Defesa Civil do Estado. Em Ponte Alta, na região Serrana, um tornado e chuva de granizo atingiram mais de 500 residências e a área rural do município. Há 20 desalojados e 60 desabrigados. O município já decretou situação de emergência. No Vale do Itajaí, em Brusque, uma forte chuva provocou alagamentos e deslizamentos, deixando 20 desabrigados. Ainda no Vale, em Camboriú, a chuva deixou 40 pessoas desabrigadas e 205 desalojadas. A prefeitura também decretou situação de emergência.   Em Florianópolis, a região mais atingida foi o norte da ilha. A forte chuva deixou ruas e casas alagadas em Canasvieiras e nos bairros Rio Vermelho, Vargem Pequena, Ingleses e Vargem do Bom Jesus. Há 16 pessoas desalojadas e seis desabrigadas. Na região Sul, em Criciúma, a chuva provocou pontos de alagamentos e destelhamento de casas. Um deslizamento de terra interditou o Hospital Santa Inês, em Balneário Camboriú, segundo a Defesa Civil. A lama e as pedras já haviam causado estragos na última semana, por conta das fortes chuvas que atingem a região. O desmoronamento atingiu uma encosta nos fundos da unidade, invadindo o prédio. Por motivo de segurança, o hospital foi esvaziado e os pacientes estão sendo transferidos para outras instituições de saúde ou liberados. A Rodovia BR-101, na região do Morro do Boi, estava interditada deste ontem após um deslizamento de terra. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, a pista foi liberada no começo da manhã de hoje. A Defesa Civil está em alerta nos próximos dias devido à previsão de chuva intensa, principalmente entre o planalto e o litoral catarinense. Há riscos de alagamentos e deslizamentos no Litoral e Vale do Itajaí. Minas Gerais   Em Minas, um homem de 50 anos morreu devido à chuva. Em todo o Estado, são 32 vítimas das chuvas desde setembro do ano passado, de acordo com a Defesa Civil. De acordo com o órgão, José Carlos Diniz morreu após ser arrastado pelas águas do Rio Lambari durante enchente na cidade de Cristina, no último sábado.   O Estado já tem 190 municípios em situação de emergência e 440 pessoas feridas. Ainda segundo a Defesa Civil, 248 cidades foram afetadas de alguma forma pelas chuvas, prejudicando 1.123.713 pessoas. Desse total, 106.858 continuam desalojados e outros 10.306 permanecem desabrigados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.