Traficante colombiano preso no Rio é transferido ao RN

O traficante colombiano Nestor Ramon Caro-Chaparro, de 42 anos, preso pela Polícia Federal (PF) no Rio de Janeiro, no último dia 16, foi transferido ontem para o presídio federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte. O criminoso aguarda extradição para os Estados Unidos, onde responderá a processos por tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

GABRIELA MOREIRA, Agência Estado

27 de abril de 2010 | 20h12

Chaparro estava preso no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, zona oeste da capital fluminense. Nove policias federais fizeram a escolta do traficante até o Aeroporto Internacional Tom Jobim, de onde embarcou, por volta das 9h30, em um helicóptero da PF. Durante a viagem, a escolta foi formada por nove policiais, fora dois pilotos.

O traficante era procurado desde setembro de 2001, quando foi indiciado como integrante do cartel colombiano do Vale do Norte. Uma recompensa de US$ 5 milhões havia sido oferecida pelos EUA para quem encontrasse o traficante. Em março, outros 11 bandidos que estavam no Rio foram transferidos para Mossoró. Entre eles, Edmilson Ferreira dos Santos, acusado de ser um dos maiores traficantes de armas e drogas do Estado.

Tudo o que sabemos sobre:
tráficocolombianotransferênciaRioRN

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.