Transocean diz que discorda de denúncia do MPF

A empresa Transocean afirmou nesta quarta-feira, por meio de porta-voz, que "discorda fortemente" da denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal (MPF) contra a empresa, que é a responsável pela perfuração do poço do Campo de Frade, no Rio de Janeiro, operado pela Chevron.

ANDRÉIA LAGO, Agência Estado

21 Março 2012 | 16h42

Segundo a porta-voz Guy Cantwell, a denúncia não tem nenhum mérito. "Vamos defender vigorosamente nossa empresa, nosso pessoal, nossa reputação e a qualidade de nossos serviços", disse o porta-voz.

"A Transocean agiu de forma responsável, adequada e rápida, colocando a segurança em primeiro lugar. A equipe da Transocean fez exatamente o que foi treinada para fazer", disse Cantwell em entrevista por telefone.

Segundo ele, a empresa sempre teve controle sobre o campo e sua sonda "funcionava perfeitamente". "Uma vez que todos os fatos tenham sido completamente examinados, eles irão demonstrar que agimos de acordo com os mais elevados padrões", afirmou. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
ambienteChevronTransocean

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.