Transpetro controla vazamento em duto de gasolina em SP

Um vazamento em um duto de gasolina da Transpetro registrado no início da manhã desta quarta-feira, no município de Mogi das Cruzes (SP), foi controlado nesta tarde, informou a companhia em nota.

REUTERS

22 de setembro de 2010 | 18h44

O duto Osvat 22 foi perfurado por volta das 9h por uma máquina de terraplanagem que realizava uma obra da Prefeitura de Mogi das Cruzes, sem a devida autorização da Transpetro.

"Cerca de 180 metros cúbicos (180 mil litros) de gasolina escoaram do Osvat", informou a Transpetro em comunicado, sem dar detalhes sobre quando o duto voltará a operar.

Segundo a empresa, o braço de transporte da Petrobras, o local do incidente foi isolado e foram utilizadas barreiras de contenção, barreiras absorventes e caminhões vácuo para recolher o produto derramado.

Relatos da mídia nesta quarta-feira, citando o Corpo de Bombeiros, indicaram que a gasolina que escorreu do duto atingiu o leito do Rio Tietê, mas a companhia não confirmou.

A Transpetro informou que foram feitos sobrevoos e verificações em terra para avaliar a extensão do vazamento. E

"não foi detectado qualquer indício de vazamento de gasolina para o leito do Rio Tietê, na região próxima ao incidente".

Não houve vítimas, segundo a Transpetro.

(Por Roberto Samora)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAGASOLINADUTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.