Trem derruba cobertura de estação histórica em SP

Um vagão carregado com trilhos e dormentes atingiu a estrutura que sustenta a cobertura da estação ferroviária de Botucatu (SP) ontem. Com o impacto, dois pilares foram arrancados e parte da estrutura desabou. O conjunto, que inclui prédios construídos em 1889 e a estação da antiga Estrada de Ferro Sorocabana (EFS), de 1934, acaba de ser tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico Artístico Arqueológico e Turístico do Estado (Condephaat).

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

24 de fevereiro de 2012 | 19h36

O trem com locomotiva e oito vagões seguia de Bauru com destino a Mairinque e, apesar dos danos ao patrimônio, não houve feridos nem perda da carga. Uma equipe técnica da América Latina Logística (ALL), responsável pelo tráfego no trecho, foi enviada ao local para avaliar os danos.

A empresa informou que enviará um projeto de recuperação da estrutura danificada para análise do Condephaat na próxima semana. A empresa abriu sindicância para apurar o acidente. O órgão da Secretaria da Cultura do Estado também enviará uma equipe para avaliar os estragos. Um ofício será encaminhado à ALL pedindo esclarecimentos e cobrando um projeto para a recuperação dos danos. O historiador João Carlos Figueroa, secretário de Participação Comunitária do município, lamentou o acidente num momento em que se prepara projeto de restauração do conjunto histórico.

Mais conteúdo sobre:
tremcoberturaestação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.