Tremores de terra atingem interior do Ceará

Casas ficaram rachadas, mas ninguém se feriu; técnicos dizem que tremores continuarão a ser sentidos

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

29 Fevereiro 2008 | 08h20

Pelo menos cem tremores foram sentidos pela população na madrugada desta sexta-feira, 29, no interior do Ceará, segundo informações da Defesa Civil do Estado. O epicentro dos tremores, que vêm sendo registrados desde o dia 28 de janeiro, segundo a Defesa Civil, está entre a comunidade de Jordão, em Sobral, e o município de Alcântara, na região norte do Ceará. Os tremores, que começaram por volta das 2 horas, continuarão a ser sentidos pelos moradores, de acordo com a Defesa Civil. Ninguém ficou ferido. Apenas algumas casas, que já haviam sofrido com tremores anteriores, ficaram rachadas. A Defesa Civil está realizando um trabalho junto à população para que os moradores aprendam a conviver com o fenômeno, segundo técnicos. Entre os microtremores, o de maior intensidade chegou a 3.9, podendo ter chegado a 4 pontos, segundo a Defesa civil. Os especialistas explicam que esses abalos sísmicos são típicos dessa região do Nordeste, por conta da acomodação das placas terrestres.   Segundo o chefe do Laboratório de Sismologia da Defesa Civil do Estado do Ceará, Francisco das Chagas Brandão Melo, a população ficou apavorada, devido ao grande barulho feito pelos tremores.   De acordo com Brandão, alguns corretores de imóveis poderão aproveitar a preocupação dos moradores para tentar vender os imóveis a preços abaixo do mercado. "Vamos fazer um trabalho com a população para que evitem ser enganados", explica Brandão.   Texto atualizado às 10h36 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.