Três hospitais do RN suspendem atendimento pelo SUS

Instituições particulares pedem que governo do Estado quite dívida de R$ 1 milhão

Solange Spigliatti, do estadao.com.br, Agencia Estado

10 de setembro de 2007 | 11h06

Três hospitais particulares de Natal, no Rio Grande do Norte, responsáveis por cirurgias ortopédicas do Sistema Único de Saúde (SUS), estão com o atendimento suspenso desde sexta-feira. Por causa dessa medida, o principal pronto-socorro do estado está superlotado.   Nesta segunda-feira 26 pacientes aguardam para fazer cirurgias pela manhã. Os hospitais Itorn, Memorial e Médico Cirúrgico só vão normalizar a situação depois que o Governo do Rio Grande do Norte quitar uma dívida de cerca de R$ 1 milhão.De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, os hospitais não estão recebendo os valores devidos desde abril deste ano, pois ainda não foi encontrado um meio jurídico correto para o pagamento.   A última solução encontrada, ainda não aceita pela Secretaria da Saúde do Estado, era a de o Ministério da Saúde repassar o dinheiro para o pagamento direto aos municípios, que se encarregariam de efetuar o pagamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.