Três pessoas morrem em protesto em cidade síria de Izra'a

Pelo menos três pessoas morreram quando forças sírias atiraram em centenas de pessoas que tentavam comparecer neste sábado a funerais de manifestantes pró-democracia na cidade de Izra'a, no sul da Síria, disseram duas testemunhas.

REUTERS

23 de abril de 2011 | 11h46

Elas afirmaram que centenas de pessoas dispersadas com tiros perto de Izra'a foram atingidas quando se aproximavam de um posto de controle em Sheikh Maskeen, enquanto se dirigiam para a cidade fronteiriça de Deraa.

"(Forças de segurança no) posto de controle atiraram em centenas de pessoas que estavam voltando", afirmou à Reuters, por telefone, um morador de Deraa. "Eu vi três corpos sendo carregados por parentes e pessoas gritando 'Allahu Akbar (Deus é o maior), eles são mártires'".

Outra testemunha que transportou seis manifestantes feridos em um microônibus para o hospital de Deraa disse que viu pelo menos outros oito feridos sendo carregados por voluntários.

Testemunhas disseram que milhares de manifestantes em Izra'a entoaram cânticos contra o governo neste sábado, durante os funerais de 12 pessoas mortas por forças de segurança na sexta-feira.

"Vida longa à Síria. Abaixo o carniceiro Bashar al-Assad, o traidor da Síria", afirmou à Reuters uma testemunha que estava no funeral.

As forças de segurança sírias mataram dezenas de manifestantes na sexta-feira em cidades em todo o país, disseram ativistas dos direitos humanos, no que se caracterizou como dia mais sangrento em um mês de manifestações contra o presidente Bashar al-Assad.

Tudo o que sabemos sobre:
SIRIATRESMORTOSIZRAA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.