Tribunal condena 10 rebeldes xiitas à morte

A Justiça do Iêmen condenou ontem à morte dez xiitas, seguidores do líder rebelde Abdelmalek al-Huti, acusados de matar soldados. Outros cinco membros do grupo foram condenados a 15 anos de prisão. Todos foram capturados em 2008 em combates na localidade de Bani Hashish, a 30 quilômetros da capital Sanaa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.