Tribunal egípcio inicia novo julgamento de Mubarak em caso de corrupção

Um tribunal egípcio começou um novo julgamento neste sábado do ex-presidente Hosni Mubarak e seus filhos pelas acusações de desvio de fundos públicos destinados à renovação de palácios presidenciais para valorizar propriedades familiares.

REUTERS

04 Abril 2015 | 10h12

Mubarak, 86 anos, deposto em um levante popular de 2011, foi condenado a três anos de prisão em maio passado, enquanto seus dois filhos foram condenados a penas de prisão de quatro anos no mesmo caso.

Em janeiro, a alta corte do Egito anulou a condenação contra Mubarak, que está atualmente sendo tratado em um hospital militar no Cairo.

A televisão estatal egípcia mostrou brevemente Mubarak e seus filhos dentro de uma cela no tribunal, na Academia de Polícia.

Em novembro, um tribunal retirou as acusações contra Mubarak de conspirar para matar manifestantes na revolta de 2011, aumentando os temores entre os ativistas de direitos humanos de que a velha guarda estava promovendo um retorno.

Em janeiro, um tribunal egípcio ordenou a libertação dos filhos de Mubarak enquanto se aguarda a novo julgamento corrupção.

(Por Yara Bayoumy)

Mais conteúdo sobre:
EGITOMUBARAKJULGAMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.