Trinta presos fogem de penitenciária no interior da Bahia

Detentos do Complexo Policial de Barreiras usaram 'teresa' feita com lençóis e toalhas para escapar

Tiago Décimo, O Estado de S.Paulo

11 de março de 2009 | 14h13

Na madrugada desta quarta-feira, 11, 30 detentos do Complexo Policial de Barreiras (BA), a 896 quilômetros a oeste de Salvador, fugiram da unidade, de acordo com informações da Secretaria da Segurança Pública. Para sair, os detentos escalaram, com cordas feita com lençóis e toalhas, a área interna comum da carceragem até o teto, que é vazado, com colunas estreitas de concreto - é o local onde os presos tomam banho de sol. Eles quebraram um pedaço de cerca de 30 centímetros de coluna e começaram a sair para a laje do complexo. Dali, usaram mais uma vez as cordas para descer até o chão, seis metros abaixo. A carceragem conta com seis celas e capacidade para 28 detentos, mas abrigava 103 no momento da fuga. Segundo o delegado André Aragão, os cadeados das celas estão inteiros, o que indica facilitação para a fuga. Nenhum fugitivo foi localizado até o momento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.