Trio é preso por extração ilegal de ardósia em MG

A Polícia Federal deflagrou ontem à tarde uma operação para desmantelar esquema criminoso de extração irregular de ardósia no distrito de Albert Isaacson, zona rural de Martinho Campos (MG). Três pessoas foram presas.

AE, Agência Estado

04 de novembro de 2011 | 19h54

De acordo com os levantamentos da Delegacia de Repressão a Crimes Ambientais e Patrimônio Histórico, a exploração, feita em três fazendas da região, não tinha autorização do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM).

A ardósia extraída tinha como uma de suas finalidades a fabricação de telhados nos Estados Unidos. Como a pedra possui superfície lisa, em áreas onde as nevascas são muito fortes, ela ajuda a não acumular grandes quantidades de neve, segundo a PF.

Os responsáveis pela exploração ilegal foram indiciados pela prática do crime de usurpação de bem público da União e prática de crime ambiental. Eles foram encaminhados à Penitenciária Nelson Hungria, onde ficarão à disposição da Justiça.

Tudo o que sabemos sobre:
ambienteextraçãoardósiaMG

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.