Trote de alunos da UnB é alvo de representação no DF

Um trote de alunos da Faculdade de Agronomia e Veterinária da Universidade de Brasília (UnB) virou alvo de representação da Secretaria de Políticas para as Mulheres encaminhada ao Ministério Público Federal e à reitoria da universidade. A secretaria pediu esclarecimentos à UnB sobre o ato de calouras no dia 11 deste mês, quando elas participaram de trote lambendo linguiça com leite condensado na frente de veteranos.

EQUIPE AE, Agência Estado

27 de janeiro de 2011 | 21h08

Para o reitor José Geraldo de Sousa Junior, as fotografias batidas durante o evento mostram ações que "violam a ética da convivência comunitária". O trote também foi condenado pelo diretor da faculdade, Cícero Lopes. Segundo a assessoria da UnB, a representação foi feita a partir de denúncia à ouvidoria da secretaria.

Tudo o que sabemos sobre:
troteUnBeducação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.