TRT considera abusiva a greve dos metroviários em SP

Por unanimidade, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) considerou, há pouco, a greve dos metroviários abusiva e decidiu manter a multa de R$ 100 mil por dia ao sindicato dos metroviários e sindicato dos engenheiros, que representam as categorias em greve deste quinta-feira, 5. O dinheiro, segundo o presidente da sessão, Rafael Pugliese, será repassado ao Hospital do Câncer de São Paulo.

LAURA MAIA DE CASTRO E MÔNICA REOLOM, Agência Estado

08 Junho 2014 | 12h52

Para justificar o voto que foi acompanhado pelos outros membros da corte, o desembargador Pugliese destacou o não cumprimento da liminar concedida na quarta-feira, 4, pela desembargadora Rilma Aparecida Hemerito, que determinou a manutenção de 100% de funcionamento do metrô nos horários de pico e 70% nos demais horários. Pugliese destacou também os transtornos da malha viária da região metropolitana de São Paulo e disse que o serviço do Metrô se mostrou insatisfatório nos dias de greve. A sessão continua para analisar outras questões, como reajuste salarial.

Mais conteúdo sobre:
MetrôSPgreveTRT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.