Google Maps/Reprodução
Google Maps/Reprodução

Trump convoca países para 'parar' a Coreia do Norte

Em uma visita de Estado ao Vietnã, o presidente disse que os EUA querem progressos, não provocações

O Estado de S.Paulo

12 Novembro 2017 | 03h59

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse neste sábado, 11, que "todas as nações responsáveis" devem agir para impedir a Coreia do Norte de seguir com seus planos de armamamento nuclear e mísseis. 

Em uma conferência de imprensa em Hanoi, no Vietnã, onde Trump faz uma vistia de Estado, o mandatário disse que os EUA querem "progressos, e não provocações". Ao lado do presidente vietnamita, Trang Dai Quang, o americano ainda afirmou que seu país busca a estabilidade, e não o caos, a paz, e não a guerra.

+Influência dos EUA definha com Trump

Desaparecidos de guerra

No mês em que comemora o Dia dos Veteranos nos EUA, Trump destacou a importância de recuperar os desaparecidos da Guerra do Vietnã (1955-1975). "Queremos nossos soldados", disse o americano.  

As autoridades americanas calculam que estão desaparecidos 1.200 militares, de um total de 2.583 que não regressaram aos EUA. Historiadores estipulam que entre 1 milhão e 5,7 milhões de pessoas morreram, entre elas 58.159 americanos.

O mediador

O presidente americano se ofereceu para ser um mediador entre China e Vietnã, que disputam a região do sul do Mar da China, considerada estratégica. Trump  afirmou ser "um mediador e arbitrador muito bom", e disse estar disposto a ajudar.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.