Tunísia impõe toque de recolher em cidade após confronto--fontes

O governo da Tunísia vai impor um toque de recolher noturno na cidade de Sidi Bouzid, berço dos levantes da Primavera Árabe, depois que violentos protestos irromperam ali, disse nesta sexta-feira uma fonte do Ministério do Interior.

REUTERS

28 Outubro 2011 | 08h40

Forças de segurança dispararam para o ar para tentar dispersar uma multidão de manifestantes que tentava atacar a sede do governo regional em Sidi Bouzid, segundo relataram duas testemunhas no local.

"Os militares estão disparando para o ar e lançando gás lacrimogêneo para tentar dispersar as pessoas", declarou à Reuters uma das testemunhas, Attia Athmouni, por telefone.

Uma outra pessoa que estava em Sidi Bouzid, Mahdi Horchani, disse que os militares intervieram quando a multidão tentou atacar a sede do governo.

Os protestos na cidade não estavam relacionados às eleições realizadas no país no domingo, vencidas pelo partido islâmico moderado Ennahda, mas ao fato de uma outra legenda, liderada por um empresário popular na região, ter sido eliminada da disputa por causa de acusações de ter violado as normas de financiamento de campanhas eleitorais.

(Reportagem de Tarek Amara)

Mais conteúdo sobre:
TUNISIAMILITARESTUMULTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.