Turistas aguardam liberação de estradas no litoral norte

Sem ter como voltar às suas cidades de origem e sem ter para onde ir, vários turistas que viajaram ao litoral norte neste fim de semana decidiram retornar às pousadas e hotéis para aguardar a liberação das rodovias Rio-Santos e Mogi-Bertioga que amanheceram interditadas nesta segunda-feira (18), em razão das fortes chuvas que atingiram a região. As interdições ocorreram por volta das 14h de domingo.

AE, Agência Estado

18 de março de 2013 | 08h08

"Ligamos na pousada e deixaram a gente retornar, sem cobrar nada, pois entenderam nossa situação", disse a médica Cássia Andrade Laerte, 42, que havia passado o fim de semana em Maresias. Pedro Alcântara, que também estava em Maresias, preferiu não arriscar o retorno por meio de outras rodovias. "Vimos que há muitas quedas de barreiras e árvores e preferimos não arriscar, já que não para de chover. Ficaremos por aqui até o tempo melhorar".

Já a designer Angela Papinni, 27, desistiu de ficar no litoral e retornou mais cedo. "A viagem durou mais que o previsto, mas não tinha como continuar no litoral. Muita chuva e já tenho trauma das enchentes de São Paulo, onde já perdi dois carros", disse ela por telefone, já na capital, após deixar a Praia de Camburi.

São Sebastião já esteve em emergência há duas semanas. As chuvas, na ocasião, resultaram na uma morte de criança e deixaram 11 pontes danificadas. Da sexta-feira até a noite de domingo, foram registrados 111,4 mm de chuva, mais da metade do esperado para março, que era 173 mm, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Tudo o que sabemos sobre:
litoral nortechuvasrodoviasisolamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.