Turistas espaciais poderão fazer vôos suborbitais

A empresa norte-americana Space Adventures Ltd., organizador de vôos de turismo à Estação Espacial Internacional, informou nesta segunda-feira que oferecerá vôos suborbitais em naves russas. "Desenvolvemos um projeto para realizar vôos suborbitais para oito ou dez pessoas em naves fabricadas pela empresa russa Miasischev", disse Serguéi Kostenko, representante da Spece Adventures, citado pela agência oficial russa Itar-Tass.Kostenko disse que as naves atingirão uma altura de 100 quilômetros, zona considerada como entrada do espaço cósmico, e ali os turistas experimentarão a falta de gravidade durante pelo menos cinco minutos. Ele acrescentou que os fabricantes russos conseguiram reduzir ao máximo os custos e, neste aspecto, este projeto superou os análogos desenvolvidos em outros países. O preço dos vôos suborbitais será inferior ao preço pago pelos turistas que já viajaram à Estação Espacial Internacional. O último turista espacial foi a norte-americana milionária de origem iraniana, Anousha Ansari, que desembolsou US$ 21,6 milhões para permanecer por onze dias na estação em agosto de 2006.

Agencia Estado,

19 de fevereiro de 2007 | 11h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.