Turnowski é indiciado por violação de sigilo pela PF

O delegado e ex-chefe de Polícia Civil do Rio de Janeiro Allan Turnowski foi indiciado, no início da noite de hoje, por violação de sigilo funcional pela Polícia Federal (PF). Ele é acusado de passar informações sobre investigação da PF para o inspetor Christiano Gaspar Fernandes, que estava sob monitoramento telefônico e que foi preso durante a Operação Guilhotina na semana passada.

BRUNO BOGHOSSIAN, Agência Estado

17 de fevereiro de 2011 | 20h02

Assessores e policiais próximos a Turnowski, entre eles o ex-subchefe de Polícia Civil Carlos Oliveira, também foram para a cadeia acusados de vender armas e drogas para traficantes, comandar milícias em comunidades carentes e proteger quadrilhas que exploram máquinas caça-níqueis. O delegado já tinha prestado depoimento na superintendência da PF no dia da operação. Diante das suspeitas de seu envolvimento com as quadrilhas formadas pelos policiais, Turnowski acabou sendo exonerado do cargo na última terça-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
políciaRJAllan Turnowski

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.