Turquia pedirá mísseis da Otan para fronteira síria, diz Alemanha

A Turquia deve pedir nesta segunda-feira à Otan que instale mísseis na fronteira do país com a Síria para se defender dos bombardeios lançados do vizinho em consequência de uma guerra civil, disse o ministro da Defesa da Alemanha.

Reuters

19 de novembro de 2012 | 08h39

Apenas os EUA, a Holanda e a Alemanha têm os apropriados mísseis Patriot disponíveis. A Alemanha analisaria tal solicitação "com solidariedade", disse o ministro Thomas de Maiziere.

"Acredito que haverá um pedido do governo turco hoje à Otan para o envio dos mísseis Patriot para a fronteira turca", disse ele a repórteres em Bruxelas, durante um encontro de ministros da Defesa da União Europeia.

"Se um parceiro nos solicita tal medida, está claro para nós que vamos analisar de forma aberta e com solidariedade."

O ministro disse ainda que a resposta da Alemanha vai depender dos detalhes da solicitação. "Mas se tivermos mísseis Patriot na fronteira turca, isso acontecerá com soldados alemães."

A Turquia está em negociação com os aliados da Otan sobre como reforçar a segurança em sua fronteira de 900 quilômetros com a Síria, após inúmeras bombas lançadas durante a guerra civil na Síria terem caído em território turco.

(Reportagem de Angelika Stricker e Robert-Jan Bartunek)

Tudo o que sabemos sobre:
SIRIATURQUIAMISSEIS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.