TV Cultura demite 50 e adquire conteúdo de fora

Emissora compra novos títulos da BBC e até da Fox para compensar nova lista de demissões; 4 programas terminam

, O Estado de S.Paulo

10 Março 2012 | 03h06

A decisão da TV Cultura de demitir 50 pessoas, entre colaboradores e funcionários, extinguindo pelo menos quatro programas, encontra apoio na ampliação da aquisição de conteúdos prontos, vindos de fora, de redes emissoras como BBC e TV Brasil - que já são uma praxe na grade do canal - e até da Fox, novidade na grade a emissora pública.

Na programação lançada nesta semana, há uma faixa de meia hora diária do Bem Simples, canal pago de utilidades domésticas feito pela Fox no Brasil. Da BBC, a emissora lança a série Doctor Who, uma ficção científica britânica, que estreia no dia 19.

As novas demissões, informou a emissora por meio de comunicado, atendem às "exigências da nova programação da TV Cultura, que a partir deste mês terá em sua grade alterações em alguns horários de exibição, a inclusão de novas atrações e a reconfiguração de programas como o Metrópolis". Cadão Volpato, que vinha comandando a revista de variedades, foi um dos atingidos pelos cortes.

Dos programas extintos, o mais tradicional é o Vitrine. Já a extinção do Grandes Momentos do Esporte, feito basicamente de cenas do grande acervo da emissora e portanto de custo quase nulo, é atribuída à falta de interesse da atual gestão pelo assunto. Saem de cena também o Entrelinhas, sobre literatura, e o Cultura Retrô, com Marina Person, que também era muito apoiado em imagens do acervo da casa./ CRISTINA PADIGLIONE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.