Twitter abrirá escritório em Hong Kong no início do ano que vem, diz WSJ

O Twitter planeja abrir um escritório em Hong Kong no início do ano que vem para servir à China e obter receitas de publicidade de companhias chinesas, publicou o Wall Street Journal.

REUTERS

07 Novembro 2014 | 14h56

O escritório deve ser aberto no primeiro trimestre de 2015 e basicamente abrigará funcionários de vendas, disse Shailesh Rao, vice-presidente do Twitter para Ásia Pacífico, América e mercados emergentes, segundo o jornal. O Twitter tem sido bloqueado por censores chineses desde 2009.

Mesmo que não estabeleça uma presença oficial na China, o Twitter tem formas de obter dinheiro no país. Por exemplo, a subsidiária da empresa MoPub, que coloca anúncios dentro de aplicativos móveis, tem muitas pequenas empresas chinesas de aplicativos entre seus clientes, enquanto a fabricante de computadores chinesa Lenovo é anunciante do Twitter.

O escritório de Hong Kong será liderado por Peter Greenberger, diretor de vendas para mercados emergentes do Twitter em Cingapura. Anteriormente, Greenberger liderou a equipe de vendas do Twitter de Washington, focada em campanhas políticas, segundo o jornal.

Mais conteúdo sobre:
TECH TWITTER HONGKONG*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.