UE anuncia ampliação de sanções contra líder da Costa do Marfim

A União Europeia anunciou que aumentará as sanções contra o atual presidente da Costa do Marfim, Laurent Gbagbo, no próximo mês, ampliando a lista de seguidores do líder que enfrentam restrições de viagem e congelamento de bens, disseram diplomatas do bloco.

REUTERS

29 de dezembro de 2010 | 16h41

A UE impôs sanções contra Gbagbo e seus apoiadores em dezembro para pressioná-lo a renunciar ao poder depois da eleição de novembro que, segundo as potências mundiais, foi vencida por seu rival, Alassane Ouattara.

Durante uma reunião em Bruxelas na quarta-feira, os representantes dos 27 governos da UE concordaram em impor medidas adicionais para aumentar o número de pessoas afetadas pelas sanções, de 19 para 61.

"Houve um acordo na esperança de introduzir novas medidas no começo de janeiro", disse um diplomata europeu à Reuters.

(Reportagem de Justyna Pawlak)

Tudo o que sabemos sobre:
COSTADOMARFIMUESANCOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.