UE e África fazem primeira cúpula em sete anos

Líderes de 70 países se reúnem para discutir comércio e outros assuntos.

Mark Doyle, BBC

08 de dezembro de 2007 | 11h40

Líderes de quase 70 países europeus e africanos estão reunidos em Lisboa para a primeira Cúpula da União Européia e da África nos últimos sete anos.O anfitrião do evento, o primeiro-ministro português José Sócrates, inaugurou o encontro neste sábado pedindo uma "nova parceria igualitária" entre os dois continentes."Esta é a cúpula dos iguais. Somos iguais em nossa dignidade humana... e também iguais em termos de responsabilidade política", afirmou.Sócrates, no entanto, reconheceu que o Zimbábue tem sido um ponto de atrito entre a Europa e a África, mas disse que o diálogo em relação ao assunto tem chegado a melhores resultados.O presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, é banido da União Européia, que o acusa de violações dos direitos humanos. Mas Mugabe foi convidado a participar da cúpula por insistência dos líderes africanos.Por causa da presença de Mugabe, o primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, boicotou a reunião.Oficialmente, os líderes reunidos em Lisboa querem enfatizar o que chamam de "nova parceria estratégica", com ênfase nas discussões sobre comércio, imigração, meio-ambiente, segurança e direitos humanos.O crescente comércio entre os países africanos e a China está forçando a Europa a encarar a África com mais seriedade.Os países europeus dizem que, apesar de áreas de conflito, como as do Sudão e da Somália, muitas nações africanas hoje são mais estáveis e democráticas do que nunca.Organizações de ajuda humanitária fizeram um apelo para que, no encontro, os chefes de Estado adotem medidas concretas para acabar com a pobreza e os conflitos na África.Mas, como em todas as grandes reuniões internacionais, a agenda desta cúpula já foi fechada há vários meses. A maioria dos participantes quer ver se algum acontecimento vai questionar este plano de ação.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.