UE e OMS investem US$ 5,4 mi para combater a aids na Rússia

A União Européia e a Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciaram nesta quarta-feira um investimento de US$ 5,4 milhões para combater a epidemia de aids na Rússia. O projeto de dois anos concentra-se em fornecer assistência às autoridades de saúde do país para aprimorar o tratamento e aumentar a segurança nas transfusões de sangue, disse Corinna Reinicke do Programa de Cooperação entre Rússia e União Européia.A Rússia registra 346 mil casos de infecção pelo vírus HIV, de acordo com as estatísticas do governo, mas o número real está estimado em cerca de 1 milhão, disse Vadim Pokrovsky, diretor do Centro Federal de Aids.Apenas 3 mil doentes estão recebendo o tratamento adequado, e o projeto pretende aumentar esse número para 40 mil até o final do ano. Ele será implantado em quatro províncias onde há mais casos de infecção: Irkutsk, Krasnodar, Kaliningrad e St. Petersburg. "A prevenção da aids deve ser prioridade, assim como o tratamento adequado", afirmou Mary Collins, diretora do escritório da OMS em Moscou.

Agencia Estado,

25 de janeiro de 2006 | 18h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.