UE faz concessão para aprovar Tratado de Lisboa

Os 27 líderes da União Europeia (UE) determinaram ontem, em Bruxelas, os termos de um acordo sobre as concessões que serão feitas à República Checa em troca da assinatura do Tratado de Lisboa. O acordo impedirá que descendentes de 3 milhões de alemães possam pedir indenizações à República Checa e à Eslováquia por expulsões realizadas em 1945, após a 2.ª Guerra. Com isso, cai - em tese - o último obstáculo que "impedia" a assinatura do tratado. A expectativa é a de que a "Constituição da UE" possa entrar em vigor ainda este ano.

Andrei Netto, O Estadao de S.Paulo

31 Outubro 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.