UE suspenderá toda importação de carne do Brasil

Bloco não aceitou lista de fazendas exportadoras aprovadas por Brasília.

Márcia Bizzoto, BBC

30 de janeiro de 2008 | 11h35

As exportações de carne brasileira para a União Européia serão suspensas por completo a partir desta quinta-feira e por tempo indeterminado, informou o comissário europeu de Saúde, Markos Kiprianou.A decisão foi tomada pela Comissão Européia (CE), o órgão executivo do bloco, na noite de terça-feira, depois de avaliar a lista elaborada pelo governo brasileiro com o nome das fazendas produtoras de gado que estariam aprovadas para exportar carne para a UE.Em dezembro, depois que uma missão técnica européia encontrou falhas no sistema de rastreabilidade do gado bovino do Brasil (Sisbov), Bruxelas determinou que, a partir de fevereiro, só aceitaria carne brasileira proveniente de estabelecimentos que comprovadamente cumpram com exigências fitossanitárias mais duras.A UE esperava receber uma lista com 300 fazendas, o equivalente a 3% do total atual. Mas a Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura (Mapa) listou um total de 2.681 propriedades. Kiprianou disse que Bruxelas não aceita essa lista e colocou em dúvida os critérios utilizados pelas autoridades brasileiras para definir as fazendas incluídas no documento."Não sabemos se esses estabelecimentos foram submetidos a inspeções individuais", disse em entrevista coletiva.VistoriasEntretanto, fontes ligadas à negociação asseguraram à BBC Brasil que todas as fazendas listadas foram inspecionadas individualmente e que os relatórios dessas visitas serão entregues à CE no dia 15 de fevereiro.Segundo as mesmas fontes, a expectativa européia se baseava no número de estabelecimentos que a UE acreditava que o Brasil conseguiria vistoriar dentro do prazo estabelecido.O Mapa teria conseguido superar essa expectativa transferindo a tarefa para a Secretaria de Defesa Agropecuária, que tem mais recursos financeiros e humanos que a anterior responsável pelas inspeções, a Secretaria de Desenvolvimento Rural e Cooperativo.As exportações brasileiras de carne só começarão a ser retomadas após as conclusões de uma nova missão européia, que irá ao Brasil no próximo dia 25."Será um processo longo e o calendário dependerá do número de fazendas, das complexidades de cada uma, dos problemas que podemos detectar", afirmou o comissário Kiprianou."De momento não existe nenhuma lista de estabelecimentos aprovados. As fazendas passarão a formar uma lista à medida que sejam avaliadas, mediante inspeção dos técnicos europeus."Em 2007 o mercado europeu consumiu 26% de toda a carne exportada pelo Brasil, no valor de US$ 4,418 bilhões.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.